TRADUTOR

sábado, 13 de agosto de 2011

Reflexão com Cid Moreira


Pr. Ailton José Alves

 
Baseado em 1 Co. 16:15 em diante, o Pr Ailton José Alves, a luz da Palavra de Deus, continua trazendo uma palavra para a família, e nesta mensagem ele fala da família como sacerdócio espiritual.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O Natural


Com Cristo Agora, com Cristo Depois

Com Cristo agora; Com Cristo depois.

João 14:2 - Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.

Jesus sabia que Seu julgamento e crucificação estavam próximos. Por isso, decidi falar claramente aos Seus discípulos, sobre o futuro deles: “Na casa de Meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vos teria dito. Vou preparar-vos lugar” (João 14:2).

Há duas fases distintas, na vida do cristão. A fase atual, no mundo: com muitas tribulações, mas com a garantia de paz interior, dada por Cristo. E a fase futura, no “novo céu e na nova terra”, quando a comunicação com Cristo será plena e eterna. Sempre existe a tendência de enfocar só o céu e negligenciar a terra. Mas existe também o perigo de habitarmos na terra e nos esquecermos da promessa restauradora do céu.

As palavras de Jesus Cristo, no capítulo 14 de João, fornecem o ponto de equilíbrio. Ser cristão é viver com Cristo, na terra. Ser cristão é viver com Cristo, na eternidade. A esperança do céu sempre é um bálsamo para nossa vida na terra. Céu nunca deveria ser uma fuga, um escape nosso dos desígnios do Senhor. “A vida eterna é esta... que aceitem a Cristo, a Quem enviaste”. Começamos a vida eterna no momento em que começamos a viver com Cristo. O Cristão de agora é a garantia do Cristo para sempre.

Assembléia de Deus - Pernambuco

 A caminho do centenário, esperando Jesus a qualquer momento

Pr. Sérgio Fernandes


Palavra Que Transforma

Falando de Oração - Um remédio para angústia  |  Pastor Sérgio Fernandes

Salmos 88:3 - Porque a minha alma está cheia de angústia, e a minha vida se aproxima da sepultura.
Este verso que escolhi para o devocional de hoje nos esclarece o motivo para as insistentes orações do salmista: ele estava angustiado. A angústia é um sentimento inesperado de tristeza, que pode ter razões conhecidas ou não. O cristão pode sofrer angústias, mas pela graça de Cristo, temos o remédio para não vivermos angustiados, que é a oração.

Sente-se angustiado? Fale com o Pai Celestial! A oração enche de paz nosso coração! Quando oramos, ficamos esclarecidos da vontade do Pai, e entendemos que Ele está no controle e todas as coisas.

Troque a angústia pela oração.